Insights da NRF 2023 by Looqbox - 00d 00h 00m 00s

Salto tecnológico do St. Marche se mistura com a história da Looqbox

A ferramenta de BI Looqbox revolucionou a gestão dos dados da rede de supermercados, que vem ganhando o mercado nacional

Camila Campanerut Assessora de Comunicação
Maior controle e acompanhamento de todas as operações, das lojas à direção.Maior eficiência de gestão: 20.000 produtos diferentes em 22 lojas com 900 fornecedores. "A empresa inteira usa; a única exceção é o operador de frente de caixa".

Antes das 8h da manhã, CEO e equipe já estão cientes do desempenho da rede, onde estão os gargalos e por onde  começar a resolvê-los. Mas, para ter um olhar de lupa sobre o que acontece com as 22 lojas físicas, eles contam com a  solução Looqbox desde o final de 2013.

O início da relação da rede de supermercados St. Marche com a Looqbox começou em um período anterior ao da solução ter este nome. Das mãos de seu criador, o físico Rodrigo Murta, a ferramenta foi desenvolvida dentro da unidade administrativa do Marche, em São Paulo.

Antes de se engajar no desafio de criar com o irmão Daniel Murta, a startup brasileira de Business Intelligence (BI),  com o mesmo nome da ferramenta (Looqbox), em 2015, Rodrigo Murta atuara até setembro daquele ano como gerente de Inteligência de Varejo (Retail Intelligence Manager) no St. Marche.

O convite de Ouro Preto a Murta havia sido feito quase cinco anos antes, juntamente com a missão de ajustar o  algoritmo de compra e de abastecimento da rede. No entanto, Murta foi além. Para facilitar o andamento do  departamento que lidava com os dados, ele resolveu elaborar uma ferramenta que oferecesse autonomia de uso,  resposta instantânea e fornecesse, não só ao CEO, mas aos demais profissionais-chave da equipe, o acesso às  informações internas decisivas para uma gestão orientada a resultados, de forma rápida, fácil e centralizada.

Praticidade e informação em um novo patamar

“E se eu levar a experiência Google ao usuário?”, questionou, à época, Rodrigo Murta a Ouro Preto. E assim foi feito! Em mais de sete anos de uso e desenvolvimento da ferramenta dentro da empresa, Bernardo Ouro Preto afirma, com  muita tranquilidade, que a experiência tem sido muito bem-sucedida e o uso dela está completamente integrado à rotina da empresa.

“A empresa inteira usa. Eu acho que não tem nenhum departamento que não use, com exceção de operador de frente  de caixa. Os que usam nas lojas são os supervisores, coordenadores, a gerência. Na matriz, todo mundo usa. A empresa toda, de todas as áreas”, detalha.

O CEO do St. Marche compara a relação positiva de “dependência” da ferramenta ao uso de um iPhone ou, ainda, do  serviço streaming de vídeo por assinatura, Netflix. Relata que, antes de ter a ferramenta, era possível conseguir os  dados que queria, mas não de forma tão ágil e atualizada por meio de uma simples pergunta.

"É realmente fantástico, a minha empresa não funciona mais sem o Looqbox. É uma pergunta como: 'Como você vivia antes do iPhone?'. Você não sabia que você não vivia".

Bernardo Ouro Preto CEO e Cofundador St. Marche

“No fundo, você chegava à mesma conclusão, mas demorava umas cinco horas. Algo que, hoje, você faz em um toque  de dedos. Essa é a diferença!”, explica. “Hoje, o coordenador, na ponta da loja, faz uma pergunta e descobre exatamente qual o problema. Antigamente, tinha que perguntar para o gerente, que perguntava para alguém da matriz, que ia atrás e voltava dois dias depois com a solução, que talvez nem fosse uma solução, fosse mais uma  dúvida para um novo questionamento e ficava nesse vai e volta”, relembra.

Mais do que primeiro cliente, o St. Marche para a Looqbox continua sendo um “laboratório” e a ferramenta está lá  em desenvolvimento permanente para atender sempre às novas e contínuas demandas dos diferentes setores da empresa.

Na avaliação de Ouro Preto, a ferramenta é ideal para empresas que geram muitos dados como as do ramo varejista.  “Qualquer varejo, seja de moda, de alimentos, de eletroeletrônicos”, aponta.

“Grandes usuários seriam empresas que geram muitos dados e muitas variáveis e têm que controlar tudo ao mesmo  tempo (…). A gente tem 900 fornecedores, 10.000 produtos no Marche, porque o Santa Maria tem 5.000 a mais. No  total, são quase 20.000 produtos diferentes em 22 lojas com 900 fornecedores (…) É muito complicado”, argumenta.

Criada em 2002, a rede St. Marche conta, atualmente, com 20 lojas físicas, com foco na classe A, além do Empório  Santa Maria e do Eataly, distribuídos na capital paulista e na Grande São Paulo.

“Sem nenhuma dúvida, a gente vê um enorme valor nisso (na ferramenta Looqbox) e também vê o enorme valor de mercado”, conclui Ouro Preto.

Mais Vistos