> Artigos > Nossa base de livros

Nossa base de livros

Conseguimos aproveitar muito mais o conteúdo dos livros quando temos a oportunidade de colocar em prática o que é aprendido. E isso nós fazemos todos os dias aqui no Looqbox. Algumas ideias usamos de forma literal, para testar a solução para um problema (baseadas em estudos científicos ou experiências de alguns experts). Em outros momentos, adaptamos os conteúdos à nossa realidade, afinal de[...]

Minha motivação em escrever este post é compartilhar o quão fundamental foi para mim a experiência com os livros que li ao longo de 6 anos de Looqbox. Quem passa pelo Looqbox os vê espalhados pelas nossas mesas. Longe de serem apenas a base de nossos monitores, eles são a base de quase tudo o que construímos!


Todos sabem que uma startup tem uma estrutura bastante enxuta e que precisamos lidar, na prática, com as mais diversas questões das mais diferentes áreas: gestão de pessoas, produto, comercial, financeiro etc. Assim, no dia a dia de uma startup nos deparamos com situações diferentes a cada momento, algumas previsíveis, outras nem tanto. Nessas horas, os livros são de grande ajuda – é como se tivéssemos mentores ao nosso lado apresentando soluções para problemas semelhantes, que eles já enfrentaram. Os livros são uma das formas mais rápidas e eficientes de potencializar qualquer experiência no dia a dia de trabalho. Podemos aprender ou desenvolver modelos mentais novos, que nos auxiliam a encarar de forma mais estruturada os desafios que temos pela frente.

No Looqbox os livros não são lidos apenas para aprofundarmos e acrescentarmos outros pontos de vista ao que já sabemos. Eles já nos salvaram em muitas situações! Nós só conseguimos dar passos mais estruturados em venda B2B, por exemplo, após ler obras como Spin Selling e Predictable Revenue.


Conseguimos aproveitar muito mais o conteúdo dos livros quando temos a oportunidade de colocar em prática o que é aprendido. E isso nós fazemos todos os dias aqui no Looqbox. Algumas ideias usamos de forma literal, para testar a solução para um problema (baseadas em estudos científicos ou experiências de alguns experts). Em outros momentos, adaptamos os conteúdos à nossa realidade, afinal de contas, uma ótima solução pode não funcionar em um cenário diferente.


Precisamos então ter acesso aos livros. No Looqbox eles são tão parte do nosso dia a dia, que mensalmente colocamos no carrinho da Amazon os livros que a equipe tem interesse em estudar, e fechamos a compra no fim de cada mês. É muito empolgante ver discussões novas surgindo por conta dos livros que os Looqers lêem.


Não fiz nenhum curso formal de programação. Por isso precisei recorrer aos livros para estudar o assunto. É claro que existem diversas formas de se aprender o básico de uma linguagem, e os livros estão longe de ser suficientes para dar conta de toda a teoria que precisamos. Mas encontrei neles uma forma organizada de ter um overview sobre o tema. Fiz cursos online e li muitas páginas de stack overflow e blogs para solucionar os problemas que encontrei ao longo do caminho. Percebi que quanto mais eu estudava, mais dificuldade tinha em encontrar, na internet, materiais com conteúdo avançado de programação. Quero então ressaltar livros importantes nessa minha trajetória, como Refactoring (Fowler), Design patterns (GoF) e Clean Agile (Uncle Bob). [Não são só esses. Se quiser saber sobre os outros, é só perguntar!]


Vale lembrar também a montanha russa de emoções que um livro nos faz sentir quando lemos histórias de empreendedores e empresas de sucesso, passando por suas dificuldades, erros e acertos, seus altos e baixos. Essas histórias sempre nos inspiram a fazer um trabalho melhor no Looqbox. Estamos caminhando para que, em um futuro não tão distante, possamos compartilhar a nossa própria história de startup de sucesso com uma nova leva de empreendedores!


Indicações especiais: 

– Radical Candor (Kim Scott)

Gostaria de ter lido este livro mais cedo! Nele Kim Scott relata suas experiências profissionais em grandes empresas e startups, e o que faz os bons chefes serem reconhecidos como tais. Este livro me provoca constantemente sobre como e quando desafiar pessoas.


– First, Break All The Rules (Marcus Buckingham e Curt Coffman)

Tive a sorte de ler este livro em 2018, quando já tínhamos 20 pessoas na equipe, e estávamos contratando mais. Acrescentamos novas perguntas nas entrevistas de contratação, e adotamos a pesquisa de clima proposta pelos autores. Esse livro também reforça, contrário ao senso comum, a importância de tratar diferentemente cada colaborador mesmo quando eles executam a mesma atividade.


– Clean Agile (Robert C. Martin)

Para mim, o Clean Agile enfatiza 2 questões básicas no mundo da programação: os frameworks mais fundamentais para coordenar a execução de projetos de tecnologia, e as responsabilidades e os ferramentais que todo programador deve dominar para executar bem seu trabalho. Leitura obrigatória para programadores e gestores de projetos de tecnologia!


– Trillion Dollar Coach ( Eric Schmidt, Jonathan Rosenberg e Alan Eagle)

Li este livro há pouco tempo, e é possível fazer pontes entre os ensinamentos de Bill Campbell (tomada de decisão, atitude de equipe, feedbacks) com uma equipe de qualquer tamanho. Baseado no conteúdo deste livro e do Radical Candor tive diversas conversas com os Looqers sobre como lidar com problemas e melhorar a nossa comunicação.

27 de dezembro de 2019

por Daniel Murta

Compartilhe
FacebookTwitterWhatsAppLinkedIn